creche de cães "ossos do oficio"

Cães na família moderna

abril 22, 2015 3:37 pm Publicado por Deixe um comentário

Desde os primórdios de sua domesticação (cerca de 25 mil anos atrás) os cães fazem parte do cotidiano das pessoas. Inicialmente como protetores de território, depois com funções específicas, esses animais forma ganhando cada vez mais espaço.
Porém, mesmo quando tinham funções específicas os cães nunca deixaram de ser uma excelente companhia para as pessoas. Isso fica claro pelos fósseis encontrados de uma mulher junto com um canídeo (não se tem certeza se aquele cão era mesmo um cão ou um filhote de lobo).
Essa característica de companhia foi se modificando ao longo do tempo de maneira que hoje em dia os cães são considerados membros da família. O aumento da importância dos cães fica claro quando olhamos o grande número de livros, filmes e programas de televisão que foram lançados nas últimas décadas com o objetivo de explicar o comportamento dos cães e de solucionar alguns “problemas de comportamento”.
Em muitos casos os cães passaram a ocupar o lugar dos filhos em alguns casais. Com o aumento do número de casais sem filhos (de 13,1% para 15,6% entre 1996 e 2006) a tendência é aumentar o nível de importância dos cães.
O fato do mercado pet ter aumentado 8,4% entre 2012 e 2013, vem reforçar essa hipótese.
O crescimento das cidades ajudou a modificar o comportamento das pessoas e consequentemente dos cães. Com o aumento do número de pessoas em grandes cidades a tendência a grandes espaços diminui. Isso quer dizer, cada vez mais as pessoas estão morando em apartamentos ao invés de casas. Com isso seus cães também tiveram que se adaptar a esses espaços menores.
Dessa maneira os conflitos começaram a aparecer e os maus hábitos dos cães ficaram mais evidentes. Esses conflitos podem gerar consequências graves tais como abandono e maus-tratos.
Os centros de comportamento canino foram criados com o objetivo de reduzir esses conflitos de maneira a melhorar essa relação cão-homem.
Nesses centros os cães aprendem a se socializar com outros cães, gastam sua energia através de brincadeiras e aprendem alguns comandos que podem facilitar sua relação com o dono.
Embora seja um conceito novo no Brasil, esses centros já são famosos lá fora e seus resultados são visíveis. Os cães que frequentam esses centros tendem a reduzir comportamentos indesejados tais como: fazer necessidades em locais errados, ficarem agressivos, tanto com pessoas como com outros cães, destruírem objetos na casa, dentre outros. Além disso, nesses locais quase sempre tem pessoas especializadas que darão orientações sobre como proceder com o cão em determinadas situações.

Tag: , , , , , ,

Categorizados em:

Este artigo foi escrito porFausto Fernandes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *